Você já ouviu o termo “Comer com os olhos”? Por mais que quando se come algo, os sentidos mais aguçados são olfato e o paladar, quem decide se você vai comer ou não é a sua visão.

E isso não se enquadra somente a comida, mas também aos negócios. Com a Era Digital, onde é imprescindível a presença de fotografias para divulgar seu produto ou negócio, tudo o que você precisa fazer é conversar com o seu cliente através de uma imagem.

E a qualidade dessa imagem que vai definir também a qualidade do que você está oferecendo. E é importante lembrar que copiar fotos de outros profissionais não é indicado, pois você estará divulgando um produto que não é seu e estará sendo desonesto com o profissional.

Por tanto, vamos dar algumas dicas para você mesmo tirar fotos  de boa qualidade, sem contratação de profissionais e com o seu próprio smartphone! 😊

Falando sobre celulares

Talvez você tenha muitas dúvidas sobre qual celular e com qual resolução de câmera deva comprar. Em primeiro lugar vamos deixar claro que quando você compra um celular, você não compra somente uma câmera, mas um sistema operacional, bateria, armazenamento e muitas outras funções.

Caso seu interesse seja somente a fotografia, recomendo que comece a estudar a compra de uma máquina fotográfica. Portanto o que pode ser útil para uns pode não ser para outros.

Esta ideia de que IOS  é melhor que Android, ou vice versa, é uma questão muito pessoal. Vai depender do gosto e da necessidade de cada pessoa.

Mas sim, você pode obter fotos muito boas, tanto com um telefone básico quanto com um telefone mais avançado. Muitas pessoas possuem celulares com inúmeras funções e no entanto não desfrutam das mesmas, muitas vezes por pura falta de conhecimento.

E existem câmeras de celulares muito boas, inclusive algumas permitem controle manual, recursos como ISO, velocidade do obturador, profundidade de campo, balanço de branco, temperatura da imagem, foco e até a abertura do diafragma.

 Em alguns casos, como os smartphones Galaxy S9 e S9 Plus, também é possível salvar as imagens em RAW- formato que permite edição posterior sem a perda de qualidade original, como acontece no JPG- mas para postar suas fotos você terá que revertê-las para JPG ou outro formato aceito pela rede.

A extensão JPG é, sem dúvida a mais popular. Ela é gerada por nossas câmeras digitais inclusive de celulares, quase todos os programas para edição de imagens abrem este arquivo. Além disso, é o formato padrão para enviar fotografias para redes sociais. 

A grande característica do JPG é a possibilidade de compressão. No lado negativo, ele  representa uma perda significativa de qualidade, sempre que se comprime o arquivo.

Quanto mais MegaPixels, melhor a foto?

Não! Você pode estar surpreso, mas não é só os megapixels, que determinarão a qualidade da sua imagem. Para que fique claro vamos aprender o que é pixel.

Pixel são pontinhos de cor, que juntos formam a imagem digital que você vê, ou seja, uma foto é uma junção de pixels. Quando eu falo em 1megapixel eu falo em 1milhão de pixels, quando eu falo 15megapixels eu falo 15 milhões de pixels.

Ou seja, cada megapixel possui uma resolução, que é a quantidade de quadrados que temos na imagem- horizontal X vertical.

Mas existem várias outras questões que irão determinar se sua foto está boa ou não. A principal delas é o sensor -todas as câmeras e celulares possuem um, responsável por captar a luz, o contraste e as cores da sua imagem e transformá-la em pixels.

Isso que faz as câmeras profissionais serem melhores, mesmo não tendo tanta “quantidade de megapixels.” Um sensor ruim pode inclusive granular suas fotos.

A grande questão dos megapixels é se você vai ampliar sua imagem ou não. Se você pretende fazer uma ampliação ou imprimir essa imagem, aí sim isso vai ter muita importância.

Mas para usar no celular ou no computador, tanto faz uma foto com 15 megapixels para uma de 2 megapixels.

Evite o zoom

Os celulares não têm zoom óptico que oferece boas ampliações, o que pode diminuir a qualidade e resolução da sua fotografia. Então, sempre que puder, se afaste ou se aproxime do seu produto.

Modo Manual no Celular

Alguns celulares já possuem o modo manual, onde você tem a possibilidade de ajustar e controlar noções mais fotográficas como ISO, velocidade de obturador, balanço de branco e exposição.

  • Foco manual: definição do foco da sua imagem, o ajuste é com o o toque dos seus dedos na tela do celular;
  • Equilíbrio de branco: modificando o balanço de branco, você chega a uma luz mais adequada e evita que a foto fique esverdeada ou azulada.
  • Velocidade do obturador: o obturador é como se fosse uma cortina dentro da câmera, que abre e fecha para a luz chegar ao sensor. Quanto mais tempo aberto, mais luz entrará e mais clara será a foto. Quanto menos tempo, menos luz.
  • Exposição: se refere a quantidade de luz recebida pelo sensor da sua câmera. Se o sensor receber muita luz, a foto ficará com áreas muito brancas sem detalhes. Se o sensor de imagem não receber luz suficiente, a foto ficará  com áreas pretas, também sem muitos detalhes.
  • ISO: é a sensibilidade do sensor a luz. Para fotografias ao ar livre, o ISO deve ser menor. Já para ambientes fechados e escuros, o ISO deve ser maior.

Acessórios para celular e fotografia

Hoje contamos com diversos acessórios para usar junto ao seu celular como, por exemplo, tripés e lentes.

Começando a fotografar

Antes de fazer a foto, verifique o ambiente onde será feita a fotografia. Limpe o local primeiro, verifique poeira, sujeira, bagunça. Se for uma área ao ar livre, verifique se não há pessoas, animais ou outros elementos ao fundo.

E lembre-se de limpar a câmera do seu celular. Sim, isto pode fazer a diferença na hora de tirar uma foto com seu smartphone. O contato com poeira, ou mesmo a gordura dos dedos, pode deixar a lente suja e prejudicar a qualidade da foto.

Composição

A composição é responsável pela estética da foto, que inclui textura, cores, entre outras variáveis que combinadas formam uma imagem comunicativa e agradável de se ver. Esta composição de imagem tem como objetivo alcançar um efeito emocional e fazer o espectador fixar sua atenção no assunto. Algumas dicas para compor uma imagem atraente:

  • A imagem deve ser simples para manter a atenção do espectador no assunto.
  • Evite colocar elementos desnecessários. Cada elemento deve representar algo e fazer parte de um conjunto.
  • Deve utilizar fundos simples e de preferência neutros, para que não roubem a atenção do assunto principal.
  • São as cores que dão clima apropriado, por isso mantenha a combinação de cores. As cores quentes transmitem energia, os tons baixos dão um aspecto harmonioso e estável.

Iluminação

Use a luz natural sempre que possível, pois fica bem em qualquer tipo de foto. Se for tirar foto durante o dia, procure por uma fonte de luz como uma janela.

Caso não tenha acesso a uma fonte de luz natural, você pode contar com uma fonte de luz contínua, como alguma luminária.

E evite o uso de flash, eles modificam a cor e textura de seus produtos, inclusive da pele. Caso o utilize, use sempre com difusores, evitando este ser aplicado direto sobre o produto.

Perspectiva

A perspectiva é seu posicionamento em relação ao objeto na hora de fotografar. Por exemplo,  quando você fotografa pessoas de baixo para cima, é como se pessoa crescesse na foto, causando uma sensação psicológica de poder, força, superioridade.

De cima para baixo é o oposto, diminui a influência da pessoa fotografada. Já a posição de horizonte, na altura do olhar, fica caracterizada por uma menor pressão psicológica, indicando neutralidade.

Estas dicas servem tanto para a produção de fotos de pessoas quanto para de produtos.

Utilize um fundo branco

Você pode notar que a maioria dos sites de Ecommerce usam imagens com fundo branco, destacando somente o produto. A técnica utilizada neste efeito é chamada de “curva infinita”.

Para fazer este fundo, ponha um pedaço de papel ou tecido branco atrás do produto, prenda na parte superior com ganchos, criando uma curva.

Mostre detalhes do seu produto

Como as pessoas não estarão vendo seu produto ao vivo ou tocando neles, é preciso ter em mente que é necessário mostrar o máximo de detalhes possível.

Tire fotos de todos os ângulos do seu produto e destaque os detalhes. Brinque um pouco, teste diversas opções. Tenha em mente que sua foto precisa refletir, com precisão, o tamanho, forma e qualidade de seus produtos. Isso vai garantir a venda e a satisfação dos seus clientes.

Humanize suas fotos

Fotografe uma pessoa utilizando seu produto. Isso vai ajudar as pessoas a relacioná-lo com a vida real. Também fará com que se tenha ideia do tamanho real do produto. Mas tenha cuidado para dar destaque não a pessoa, e sim, ao produto. Por exemplo, se você tirar fotos de um relógio, mostre-o no pulso de alguém.

Se você vende roupas ou joias, seria excelente além das fotos de fundo infinito, mostrar algumas peças com um modelo utilizando elas. Compradores em potencial poderão assim ter uma ideia de como essas peças vão ficar neles próprios, além de ser uma oportunidade para mostrar qual público alvo que você quer alcançar.

Não utilize filtros

Quando as pessoas reparam que suas fotos possuem filtros (e vão reparar com frequência), elas podem ter dúvidas a respeito da qualidade dos seus produtos e perderem a confiança em suas imagens. O melhor é manter tudo bem simples e claro.

Pós-produção

Hoje existem muitos programas para edição de imagem, os quais possuem diversos recursos profissionais, como clarear ou escurecer a foto, aplicar nitidez e saturação. Mas nada de filtros ok?! E cuide também para não alterar muito a foto com os ajustes, pois caso contrário, você irá divulgar um produto diferente do que você está disponibilizando.

Faça um Mini Estúdio

Para que suas fotos saiam perfeitas, monte um pequeno estúdio. É só usar lâmpadas fluorescentes, uma caixa de papelão, 2 metros de tecido TNT branco e folhas papel ou EVA. Recorte as laterais da caixa e revista com uma camada dupla de TNT branco.

Por dentro, onde o produto será fotografado, coloque a folha de papel ou EVA para efeito infinito. Você também pode optar, além do fundo branco, por folhas coloridas e EVA para criar novas composições de acordo com o seu produto.

Incluir logo ou frases

Agora vamos entrar na parte onde você relaciona a sua fotografia com a sua marca. Ao utilizar o logo,  lembre-se de que a sua marca não deve interferir no produto, nem se destacar mais que ele.

Outra dica importante é que suas fotos conversem entre si. Se você postar uma foto diferente a cada dia, com um logo  diferente, ou um template diferente, vai confundir seu cliente e ele não vai saber com clareza que é a sua marca que está aparecendo na timeline dele.

  Esse ponto é muito importante e pode desprezar todo seu trabalho, por tanto, procure usar um estilo e seguir o mesmo.

Como postar suas fotos

As redes sociais possuem um limite suportado para receber e armazenar as fotos ao qual chamamos de pixel. Quando você captura uma fotografia com 2 M (2 megapixels) ou 16 M (16megapixels), achando que sua foto vai ficar muito melhor, está enganado, pois quando você faz o upload dessas fotografias ocorrem automaticamente um redimensionamento e consequentemente, uma perda de qualidade da imagem.

No entanto se você postar suas fotos no tamanho correto para cada rede social, vai estar garantindo a qualidade da sua imagem.

Vejamos tamanhos atuais do Instagram, lembrando que estes tamanhos não são padrões e estão sempre mudando. Por isso sempre pesquise por qual tamanho aceitável para o momento atual. Vamos falar de tamanhos em PX (pixels), a medida padrão da internet.

Foto Quadrada

1080X1080 (PX)

Foto na vertical

1080×1350(PX)

Foto na Horizontal

1080×566(PX)

Foto para Stories

1080×1920(PX)

Tamanho de fotos para Facebook

Tamanho da capa 851×310 (PX)

Fotos compartilhadas, no mínimo 399×150 (PX) e o máximo  para 2048xqualquer outra dimensão(PX). Para o redimensionamento das imagens, você pode escolher qualquer aplicativo que o faça.

Fonte: Fotógrafa Luciana Godinho